quinta-feira, 15 de julho de 2010

A primeira gravação a gente não esquece

Nas oficinas, esse era o assunto mais temido. Discutíamos pautas, víamos possibilidades, mas uma filmagem ainda não era um futuro próximo. Com a greve na USP no primeiro semestre, nossos planos para gravações no estúdio foram por água abaixo até então. O jeito era nos virar com a nossa única possibilidade: gravar em externa.

Em filmagem externa, a tensão é maior. Imprevistos têm uma possibilidade maior de ocorrer - dependemos, muitas vezes, da luz do ambiente, e uma mudança no tempo pode atrapalhar.
Talvez a galera que ficou nas câmeras (Kleber, João e Kaio, no caso) possa explicar melhor.

Na frente das câmeras, que foi onde eu e a Agatha ficamos, é bem mais sossegado. Temos que nos preocupar apenas com o que vamos falar e com a entrevista - e, convenhamos, perto do trabalho do câmera, é relativamente fácil. O único problema é controlar o nervosismo. Eu errei mais de oito vezes o texto para começar a reportagem! (não que eu me orgulhe disso, rs)

No mais, fiquem com as fotos da nossa primeira gravação, realizada na praça Victor Civita, em Pinheiros, São Paulo.

Todas as fotos creditadas ao Kleiton ;)

2 comentários:

Kaiul disse...

Nunca mais eu uso bermuda na minha vida =/. q perna fina dul capeta a minha #tenso

Luciano de Sálua disse...

Hahahaha, as pernas finas do Kaio se destacam, hahaha!

mas esse dia foi incrível, cês mandaram muito bem, parabéns!