domingo, 24 de abril de 2011

Menina Boliinho [?]

E finalmente chegou a hora de eu me apresentar, pena que eu não sei bem como fazer isso... Bom, meu nome é Letícia, vulgo Boliinho, eu tenho 17 anos. Eu sempre tive dúvidas a respeito da faculdade que faria, apesar de ser praticamente certo que eu escolheria alguma Engenharia, já que eu amo exatas. No meio no ano passado, porém, [quando eu estava do 3ºEM] eu resolvi, de repente, que queria fazer Rádio e Tv. Foi bem aleatório mesmo, não dá pra explicar... Eu gosto de dizer que abri uma revistinha em qualquer página, li ‘Rádio e Tv’ e disse: “pronto, vou fazer esse curso!”, mas, independente da minha motivação, eu estou no primeiro semestre da faculdade e não me arrependo da escolha, muito pelo contrário, até porque não estaria no Quarto Mundo se não fosse por ela!

Quando eu aproveitava meu tempo livre, em geral era desenhando e escrevendo. Hoje em dia, quando não estou na faculdade, nos ensaios do teatro, nas aulas de inglês, em reuniões do QM ou do ‘Qual é a Sua?’ [programa para web-tv da Rede Interferência] eu durmo ou twitto, simples assim, mas vou mudar isso.

Houve uma época em que eu me tentei me aperfeiçoar em alguma coisa, como conseqüência, eu sei montar cubo mágico e jogar yoyo profissional, além de já ter montado um quebra-cabeça de 1,500 peças. Ta, eu sei que isso não tem a menor importância, mas é uma coisa diferente né... Achei interessante contar.

Já fui a nerd que nunca deixa de fazer uma lição e não passa cola. Já fui a bagunceira que atrapalha as aulas e conta rindo que levou advertência. Ambas durante o Ensino Médio, diga-se de passagem. Mas minhas notas, assim como o meu comportamento com os meus amigos de verdade, foi sempre o mesmo. Fiz cinco anos de coral. Nunca gostei de dança. Sempre quis entrar pra banda [fanfarra] da escola, mas ao invés disso fui pro teatro e, mesmo depois de deixar a escola, continuo lá, um dos lugares onde eu mais me divirto até hoje.

Estou contando o que aconteceu no passado porque meu presente ainda está sendo esclarecido... Inconscientemente acho que eu dividida minha vida assim: 1. Estudar no Consolata [do pré até completar o EM]; 2. Fazer uma faculdade; 3. Resto da vida. É, a divisão é meio vaga no final... Acontece que eu nunca penso muito no futuro e, como eu acabei de passar pra uma “nova fase” da minha vida, eu ainda estou tentando entendê-la. Só sei que o Quarto Mundo faz parte desse momento, e é uma das melhores coisas disso tudo!

Acho que, pra quem não sabia como se apresentar, isso aqui já é mais do que suficiente, né? Com o tempo, as coisas ficarão mais claras, com certeza...

Então é isso aê, me sigam no twitter @Boliinho, leiam meu blog http://boliinho.blogspot.com/ e comentem aqui na postagem ;D


“Permanentemente mutável, pacificamente amigável

É o meu estado e como eu ajo”

Forfun – Sigo o Som

3 comentários:

#Eric Silva# disse...

Muito boa tua apresentação Bolinho, não sabia que fez coral e que faz teatro, o que mais curti foi que montou quebra-cabeça de 1.500 peças, isso é digno de reconhecimento!

E sou um dos defensores para não pensarmos no futuro e viver agora!

Bjo, bjo e vamo que vamo!

Ingrid disse...

Meu,Boliinho!!!
Sua apresentação foi mto boa!!
Filosófica.E tbm adorei a parte de quebra-cabeça de 1.500 peças. Parabéns!
E eu adoro ver aquelas suas manobras com o yoyo profissional!!

Beijosss,florrr!

Quarto Mundo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.